Linguagem R

A linguagem de programação R foi criada por volta dos anos 90 baseado em uma linguagem chamada S, sendo principalmente utilizada hoje em dia por cientistas e estatísticos. O principal foco desta linguagem é a análise de dados e descoberta de padrões, motivo que a está tornando uma linguagem de programação muito utilizada por profissionais da área de Inteligência Artificial. Conforme o site oficial (https://www.r-project.org/), o projeto R é focado em computação estatística e geração de gráficos para visualização dos dados.

Trata-se de uma linguagem Open-Source que provê uma variedade muito grande de recursos e pacotes adicionais que podem ser baixados e instalados, tais como modelagem linear e não-linear, testes estatísticos e análise de séries temporais. No que diz respeito à Inteligência Artificial e aprendizagem de máquina, podem ser utilizados recursos como classificação, regressão, redes neurais artificiais, máquinas de vetores de suporte e algoritmos genéticos. Em suma, muitos dos recursos que já existem em ferramentas conhecidas como o Weka ou o RapidMiner podem ser também implementados no R. Um exemplo de pacote para a criação de projetos com Inteligência Artificial é o “ForAI”, que pode ser acessado neste link: http://r-forge.r-project.org/projects/forai/. Inclusive neste endereço você pode baixar vários exemplos prontos!

Mas e porque essa linguagem está se tornando tão popular assim? Será que vale a pena aprender ela? A resposta para a segunda questão é SIM, e na sequência vou citar alguns fatos que são importantes que você saiba sobre o R!

Você talvez já tenha ouvido falar da plataforma de Inteligência Artificial Watson, da IBM; que possui uma série de bibliotecas para a construção de aplicativos cognitivos. Caso não, clique neste link e leia um artigo sobre alguns dos principais recursos da plataforma: https://iaexpert.academy/2016/10/11/tecnologias-para-ia-recursos-de-inteligencia-artificial-para-aplicativos-comerciais-com-o-bluemix-watson/. Mas o que o Watson da IBM tem a ver com a linguagem R? O fato é que recentemente a IBM se juntou ao R Consortium (https://www.r-consortium.org/), que é uma iniciativa que possui como objetivo impulsionar o R para ser utilizado em Big Data! Inclusive segundo o pessoal da IBM, o próprio Watson foi construído utilizando parte dessa tecnologia!

Um outro bom motivo é que o R Consortium foi criado por outras grandes empresas, como Google, Microsoft e Oracle! Além disso, esse consórcio é também suportado pela Linux Foundation, o que dá ainda mais credibilidade para o projeto. Abaixo você pode conferir um vídeo rápido (em inglês) que mostra um pouco sobre o histórico e também o que pode ser feito com a linguagem R!

 

Uma coisa é fato: quando vemos grandes empresas como essas em prol de uma linguagem de programação, é quase certo que em um futuro próximo essa linguagem poderá estar no topo, e quem conhecê-la poderá ter muitas vantagens no mercado de trabalho!