Walmart testa monitoramento de loja feito por inteligência artificial

Um dos fatores decisivos para uma boa experiência de compra em um supermercado é a organização do estabelecimento. Os clientes esperam conseguir um carrinho com facilidade, encontrar prateleiras abastecidas, escolher frutas e verduras frescas, transitar por corredores limpos e gastar o menor tempo possível em filas no caixa.

Pensando em aumentar a eficiência da administração física de suas lojas, a rede de supermercados Walmart começou a testar no último dia 25 em uma de suas lojas em Long Island, no estado de Nova York, um sistema de monitoramento totalmente baseado em inteligência artificial. O sistema faz uso de um grande número de câmeras penduradas do teto, e sensores no fundo das prateleiras, onde as câmeras não têm acesso, para acompanhar as atividades relevantes dentro da loja de 4500 metros quadrados. A inteligência artificial não só será responsável por monitorar o estado da loja, mas também alocar recursos, como produtos e funcionários, para onde eles são necessários. Os funcionários receberão alertas em seus telefones para garantir que as prateleiras estejam cheias, que perecíveis sejam frescos, que produtos danificados sejam retirados e que derramamentos sejam limpos. Novas posições nos caixas serão abertas se as filas estiverem muito longas.

Além de colher os benefícios do sistema, o Walmart teve o cuidado de fazer a tecnologia transparente para seus clientes. Quiosques educativos espalhados pela loja informam como o sistema funciona, e garantem que nenhum dado pessoal é coletado, preservando a privacidade de quem visita a loja. Nos fundos do estabelecimento, é possível visualizar o data center através de uma parede de livro.

Nos Estados Unidos, país de origem da empresa, o Walmart sofre forte concorrência de serviços de venda online como o Amazon. A pressão aumentou quando a Amazon começou a operar lojas físicas usando o conceito Amazon Go, onde um sistema de monitoramento que também depende de inteligência artificial acompanha os clientes durantes suas compras e permite debitar suas despesas sem a necessidade de passar por um caixa. O Walmart segue nesse caminho para manter seus custos baixos sem comprometer a qualidade de seu atendimento.