Novo Chromecast facilita acesso à inteligência artificial do sistema

No mês passado, o Google lançou sua mais recente versão do Chromecast. O novo media center tem algumas diferenças fundamentais das versões anteriores. Em primeiro lugar, ele não precisa mais de um smartphone para se comunicar com o usuário. Em segundo, ele agora acompanha um controle remoto que troca informações com o dongle por bluetooth. Além de trazer botões dedicados para YouTube e Netflix, o controle remoto também tem um microfone embutido, que facilita conversar com o assistente virtual. E em terceiro, o aparelho inaugura um novo sistema operacional, o Google TV, que aposenta o Android TV e incorpora os recursos mais modernos da empresa no quesito de inteligência artificial.

Além de se comunicar com os principais provedores de serviços por streaming, o Chromecast continua dando suporte a outros serviços oferecidos pelo Google, como o Fotos. O aparelho é capaz de reproduzir vídeos me resolução 4K, HDR e Dolby Vision.

O usuário poderá marcar conteúdo acessado em seu smartphone para “assistir mais tarde”, que aparecerá na sua área de acesso ao Google TV. O modo ambiente poderá exibir fotos da galeria do smartphone, como já acontecia com o Chromecast 3, mas a configuração através do novo sistema operacional vai ser mais simples.

A inteligência artificial do sistema vai ajudar o usuário a escolher novos conteúdos para assistir. A grande diferença para os serviços similares já disponíveis é que o dispositivo não ficará restrito a apenas um provedor de conteúdo, aumentando a variedade das sugestões conforme os serviços assinados pelo usuário.

O novo Chromecast já está sendo comercializado nos Estados Unidos por US$ 49,99. As versões anteriores foram lançadas oficialmente no Brasil, mas por enquanto, a empresa não se pronunciou sobre uma possível data para o início das vendas aqui.