IA pode prever os movimentos dos olhos em exames de ressonância magnética

A movimentação dos olhos segue um padrão que pode ser analisado para estudar aspectos cognitivos e a saúde mental. Esta análise é geralmente feita com os chamados eye trackers, equipamentos que emitem luz infravermelha para captar para onde as pessoas estão olhando. Idealmente, a captura deve ser feita junto com exames de ressonância magnética, para correlacionar os movimentos com as áreas do cérebro que estão ativas ao mesmo tempo. Entretanto, como os equipamentos de ressonância emitem campos magnéticos muito fortes, as ferramentas de eye tracking devem ser compatíveis, o que aumenta o seu custo. Na prática, isto limita o número de laboratórios que pode fazer os dois exames combinados.

Mas agora, pesquisadores do Instituto Max Planck, na Alemanha, desenvolveram uma inteligência artificial capaz de classificar os movimentos dos olhos sem sequer o uso de câmeras, usando apenas os dados de ressonância. A ferramenta, batizada de DeepMReye, foi apresentada em um trabalho publicado no início do mês. O modelo é uma rede convolucional treinada com os sinais de ressonância dos globos oculares. Como a técnica dispensa as câmeras, os movimentos podem ser registrados mesmo com os olhos fechados, tornando o exame possível para pacientes que estejam dormindo, por exemplo, o que antes não era viável.

Além de ser uma ferramenta adicional disponível para novos exames, o DeepMReye permite a reinterpretação de exames já existentes, revelando novas informações que antes estavam ocultas nos dados de ressonância já captados.

Dada sua facilidade de implementação, rapidez de uso e baixo custo, o DeepMReye abre novas possibilidades para pesquisa e diagnóstico, especialmente para as doenças neurológicas que se manifestam com alterações nos padrões de movimentação dos olhos. Os pesquisadores disponibilizaram a ferramenta gratuitamente, na expectativa de que a análise de movimentos dos olhos se torne rotineira em exames de ressonância.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.