Como a IA ‘pode predizer o dia da sua morte’?

Se tornou frequente ouvir o termo Inteligência Artificial (IA), pois sabemos que ela está inserida em diversos setores de nossas vidas. O fato é que estamos chegando a um ponto de inflexão, ou seja, não tem mais volta a IA veio para ficar. Um grupo de pesquisadores afirmam que em breve será possível prever o dia em que iremos morrer!  

E a conclusão que esses pesquisadores chegaram é que a inteligência artificial é melhor que especialistas para prever o risco de morte prematura. Isso só foi possível porque um grande conjunto de dados de um grande número de pessoas de meia idade foi analisado. Em condições normais seria praticamente impossível para um especialista analisar os dados de saúde de aproximadamente meio milhão de pessoas com idades entre 40 e 69 anos. Essas pessoas foram recrutadas pelo Biobanco do Reino Unido entre 2006 e 2010 com acompanhamento até 2016. 

O modelo utilizado por essa equipe de cientistas e médicos foi a implementação de um sistema de Aprendizagem de Máquina baseado em deep learning, randon forest e Cox Regression para prever o risco de morte prematura devido as doenças crônicas. 

Segundo Dr. Stephen Weng, professor Assistente de Epidemiologia e Ciência de Dados, já são muitos anos de estudo e o objetivo é avançar na saúde preventiva como forma de combater doenças graves. Através da melhoria na precisão da avaliação informatizada de risco à saúde da população com algoritmos aprendizagem de máquina. 

Para construir os novos modelos de previsão de risco são levados em consideração fatores como demográficos, biométricos, clínicos e de estilo de vida para cada indivíduo avaliado e até mesmo padrões de consumo de vegetais, frutas e carnes. 

Fontes:

 https://au.news.yahoo.com/artificial-intelligence-can-predict-will-die-103512686.html 

https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0214365