Projeto de IA apresenta sistema de iluminação residencial inteligente

O conceito de casa inteligente vai aos poucos se tornando uma realidade, mas também um desafio. Vários são os sistemas que precisam ser desenvolvidos para que uma casa possa de fato ser considerada inteligente. Um desses sistemas é o da iluminação. Os produtos disponíveis no mercado são apenas parcialmente automatizados e difíceis de programar; não são seguros, podendo permitir a invasão da privacidade dos moradores; e costumam resultar em desperdício de energia, já que não são adaptados às necessidades específicas do usuário.

O projeto de pesquisa OpenLicht foi lançado em 2016 pelo Ministério de Educação e Pesquisa da Alemanha com o objetivo de preencher essa lacuna, sendo um meio de contato entre players pequenos e médios desse mercado, como cientistas, empresários, fabricantes e a comunidade de startups. O projeto é focado no uso de software open source, hardware de baixo custo e novos materiais, e estimula a criação de soluções modulares, para que elas possam ser conectadas na criação de soluções ainda mais complexas. Os participantes estão apresentando agora em março o protótipo de um sistema de iluminação inteligente capaz de ajustar automaticamente a luz do ambiente baseado na localização e na atividade do usuário, além de ser capaz de aprender as suas preferências e tomar pequenas decisões com base na inteligência artificial que baseia o sistema.

O quesito da segurança foi resolvido fazendo com que a inteligência artificial opere localmente, sem a necessidade de enviar dados para a internet. Isso tende a tornar o conceito mais aceitável, já que muitos usuários se preocupam com possíveis vazamentos de dados privados.

O projeto prevê a documentação no GitHub para que esteja disponível à comunidade interessada.