Chatbot do Banco Central facilita prestação de serviços ao cidadão

Nos últimos dias, voltou à discussão pública o assunto da independência do Banco Central. O Banco Central é a principal instituição de regulamentação econômica do país, responsável por assegurar a estabilidade do poder de compra da moeda, e um sistema financeiro sólido, eficiente e competitivo. Mas, além de trabalhar neste cenário de planejamento macroeconômico, o BC também concentra informações sobre todas as transações financeiras do país, podendo prestar vários serviços ao cidadão. Entre os principais serviços, o cidadão pode consultar suas chaves Pix cadastradas em bancos e instituições de pagamento, informações sobre seus empréstimos e financiamentos, a relação de bancos e instituições financeiras onde possui contas e investimentos, dados sobre operações de câmbio e transferências internacionais que tenha realizado, e certidões de ausência de relacionamento bancário, necessária, por exemplo, para solicitar financiamento estudantil e acesso à justiça gratuita.

Um levantamento anterior pela instituição mostrou que cerca de 1/3 de todos os pedidos de informação se referem a relatórios disponíveis no seu portal destinado ao cidadão, o Registrato. Por isso, o BC buscou ajuda da inteligência artificial para desenvolver o Din, seu assistente virtual que tenta esclarecer, de forma rápida e eficiente, as principais dúvidas direcionadas à instituição.

O Din é um chatbot lançado há cerca de dois anos, cujo lançamento está alinhado à estratégia do BC de utilizar inovações tecnológicas para melhorar o serviço prestado aos cidadãos. Com o serviço, o acesso às informações desejadas é instantâneo e ininterrupto. Caso o usuário ainda não tenha encontrado o que procura, ele pode usar os meios tradicionais de contato para atendimento personalizado.

Apesar de os chatbots já serem presença comum nos principais bancos comerciais, é interessante ver o recurso aplicado em uma instituição pública que presta serviços gratuitos. Os órgãos públicos certamente podem se beneficiar da inteligência artificial para oferecer um atendimento mais eficiente, transparente e dinâmico, como mostra essa iniciativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.