IA monitora engajamento de alunos para melhorar seu desempenho

Muitas universidades têm adotado uma postura proativa para manter os alunos engajados, mas a dificuldade de acompanhar cada aluno individualmente faz com que essas iniciativas sejam implementadas como programas generalistas, não específicos, que acabam tendo eficiência limitada e, às vezes, resultando em desperdício de recursos. A Universidade de Coventry, na Inglaterra, desenvolveu um programa mais focado, capaz de mensurar e avaliar o comportamento individual dos alunos, e assim oferecer qualquer auxílio necessário de uma forma mais personalizada, e tão logo um aluno em dificuldades seja identificado.

A principal ferramenta do programa é uma inteligência artificial que vai analisar os dados produzidos pelos alunos na universidade, como sua presença em aulas, suas visitas à biblioteca, suas notas e atividades de aprendizagem online, que serão coletados e analisados automaticamente para gerar um perfil de comportamento individualizado, que sirva de parâmetro para indicar as situações de engajamento prejudicado. Quando um aluno estiver tendo problemas com seu desempenho escolar, o Centro de Engajamentos de Estudantes será notificado para poder oferecer ajuda, da forma mais prematura possível.

O software foi desenvolvido em parceria com a empresa Symanto, especializada no emprego de inteligência artificial no campo da psicologia, que busca aplicar a tecnologia para possibilitar um melhor entendimento das emoções e atitudes humanas, saúde mental e motivação, a partir de dados coletados na forma de texto ou métricas de comportamento.

A universidade busca assim oferecer aos alunos, e também aos seus funcionários, uma forma não-invasiva de acompanhar sua jornada e sugerir intervenções para ajudá-los a atingir seu máximo potencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.