Portaria automatizada com IA entra em fase de testes em Curitiba

Os prédios residenciais de menor porte geralmente não têm como arcar com os custos de uma portaria presencial ou remota, que demanda funcionários disponíveis continuamente. Mas agora está aparecendo uma solução baseada em inteligência artificial para atender a esta demanda. A empresa curitibana Primee vem trabalhando com a startup HomeBook, de Campinas, para trazer ao mercado a Portaria Robotizada, um sistema desenvolvido para entregar segurança e comodidade aos pequenos condomínios.

A Portaria Robotizada vem equipada com a Hellô, uma assistente virtual que integra recursos de visão computacional e processamento de linguagem natural para fazer atendimentos, registrar visitas e encaminhar solicitações. Ela pode, por exemplo, chamar o morador que não esteja em casa através de um aplicativo de celular, para que ele possa abrir o portão ou liberar o acesso à garagem à distância. As chamadas não atendidas são registradas para acesso posterior do morador. As informações relevantes são solicitadas pela assistente de forma a gerar um registro organizado. Entregas poderão ser reagendadas. O registro de entrada e saída é feito de forma automática.

A intenção dos desenvolvedores não é substituir o porteiro, já que o atendimento presencial continua tendo seu nicho, mas atender a esta lacuna em situações onde, atualmente, somente o interfone e um circuito fechado de vídeo são viáveis. Ainda assim, é interessante notar que a tecnologia de comunicação em tempo real, aliada à inteligência artificial, vão oferecer opções de atendimento ainda mais amplas do que as atualmente oferecidas pela portaria tradicional.

O sistema está sendo implementado no formato piloto em um condomínio em Curitiba, para avaliar sua eficiência e aceitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.