Ciência de Dados em empresas: vantagens e aplicações

A Ciência de Dados pode ser descrita como a tarefa de analisar dados para reconhecer relações que sejam úteis em predições. A atual facilidade para coletar, armazenar e processar dados fez do ambiente empresarial propício para a aplicação da Ciência de Dados. As empresas são, em função das atividades que realizam, grandes repositórios de dados, onde cada etapa do negócio costuma ser de alguma forma registrada, desde a iniciativa até sua conclusão. Explorar estes dados pode revelar relações que não seriam descobertas de outra forma, as quais, por sua vez, podem guiar decisões que tragam melhorias no desempenho da empresa.

Neste artigo vou apresentar algumas vantagens que a Ciência de Dados traz para empresas, e algumas aplicações práticas que já encontram lugar comum no mundo empresarial.

Vantagens

Tendo raízes firmes nas Ciências Exatas, a principal característica que a Ciência de Dados contribui é a objetividade. Trabalhar orientado por dados faz com que os objetivos do negócio sejam melhor definíveis e quantificáveis e, em paralelo, com que as estratégias para alcançá-los sejam mais palpáveis e fáceis de monitorar. A Ciência de Dados tende a produzir um ambiente com o perfil descrito a seguir.

Melhores decisões administrativas

Não é incomum que a alta administração de grandes empresas tenha cientistas de dados entre seus conselheiros. Neste papel, o cientista de dados é responsável por comunicar e demonstrar o valor que os dados da empresa têm, e como eles podem facilitar o processo de tomada de decisão em várias áreas.

Definição de prioridades

O trabalho interno da empresa pode ser estruturado de forma a atender com maior prioridade aquelas atividades mais vitais para o sucesso da estratégia adotada. De certa forma, a Ciência de Dados contribui para definir o objetivo, e todo o resto tende a se alinhar no mesmo sentido.

Identificação de oportunidades

As relações reveladas pela Ciência de Dados pode revelar oportunidades que estavam e até poderiam permanecer desconhecidas, não só aquelas diretamente relacionadas ao negócio, mas também ao funcionamento interno da empresa.

Identificação e refinamento do público alvo

Toda empresa conhece seus consumidores individuais, mas nem sempre fica claro qual perfil que ela atende, e o que é que faz com que determinado cliente se interesse por determinado produto de seu catálogo. A análise das informações demográficas de seus clientes e seus hábitos de consumo pode resultar em estratégias voltadas à fidelização e no aumento de sua base de consumidores, com campanhas voltadas a públicos de perfil parecido.

Tomada de decisões com evidências

“Contra dados, não há argumentos”, diz o ditado. A Ciência de Dados torna irrelevantes várias opiniões no processo decisório, revelando o que de fato acontece conforme os agentes que interagem durante o negócio se relacionam. Mesmo relações de natureza mais abstrata podem ter uma métrica que é capaz de absorver seu conceito, e assim tornar a tomada de decisão mais uma questão de “fazer a conta” do que de ter uma intuição brilhante.

Decisões que acompanham tendências

É muito mais fácil vender algo que o público consumidor já quer do que criar a necessidade. A Ciência de Dados pode ajudar a reconhecer tendências, sejam aquelas com ciclos sazonais, sejam aquelas relacionadas a públicos segmentados, e assim direcionar as decisões de forma a atender as necessidades que já se traduziram em demanda no mundo dos negócios.

Teste de decisões

A melhor maneira de saber se uma decisão está sendo eficiente é medindo seu desempenho. A Ciência de Dados não só facilita mensurar os impactos de uma decisão, mas também comparar seus resultados, com ferramentas estatísticas específicas para isso.

Recrutamento otimizado

Contratar a pessoa certa não é fácil, e os processos de admissão estão longe da perfeição, mas até o departamento de Recursos Humanos pode se beneficiar da Ciência de Dados. Testes podem ser aplicados a candidatos para revelar perfis técnicos e psicológicos, que podem então ser cruzados com as características desejadas para determinada posição dentro da empresa.

Aplicações

Dadas as vantagens acima, as empresas podem aplicar Ciência de Dados em diversas áreas e etapas do negócio. A seguir apresento algumas ideias que já vêm se consolidando nas empresas que decidem adotar a cultura de dados como parte de seu modo de trabalho.

Detecção de fraudes

Especialmente importante para as empresas do setor financeiro, a detecção de fraudes se beneficia muito da análise de grandes volumes de dados. Isso porque operações fraudulentas tendem a ter um perfil que difere das operações normais, mas às vezes as alterações são sutis e fogem da capacidade analítica de técnicos ou programas mais simples. A Ciência de Dados permite identificar pequenos desvios de comportamento nas operações financeiras, que podem então ser marcadas como potencialmente fraudulentas, e confirmadas por processos mais específicos. Menos dor de cabeça para o usuário, para a empresa e até para as companhias de seguro.

Análise de risco

Também encontra aplicação no setor financeiro, particularmente ligado às operações de crédito e empréstimo. A análise de risco já era realizada antes da era da Ciência de Dados, mas hoje é possível ser muito mais preciso e específico. É possível, por exemplo, segmentar o público apto a receber crédito, e oferecer condições especiais em função do risco que eles oferecem. Novamente ganham tanto a empresa, que tem maior segurança nas operações que realiza, e o consumidor, que tem um perfil de risco baixo recompensado.

Sistemas de recomendação

Os sistemas de recomendação já são uma aplicação clássica da Ciência de Dados. Utilizando o histórico de acesso de suas plataformas, as empresas podem estabelecer perfis de usuários para recomendar produtos e serviços que podem ser de seu interesse. Estes sistemas tendem a aumentar a permanência em serviços que dependem de consumo contínuo, como as plataformas de streaming, e de conversão de vendas, fazendo com que usuários adquiram produtos adicionais ou retornem à plataforma para novas compras.

Marketing personalizado

Também é uma área já bem consolidada. Os sites que dependem de propaganda atualmente não vendem mais seu espaço para anunciantes individuais, mas sim mas gerenciados de anúncio, que costumam usar o histórico de navegação dos usuários para oferecer produtos e serviços mais alinhados com suas necessidades. Por um lado, isto potencializa as vendas das empresas que anunciam, e por outro, torna a navegação do usuário mais agradável, ao disponibilizar conteúdo que ele pode considerar relevante.

Experiência de navegação personalizada

Falando em experiência mais agradáveis, as empresas de conteúdo estão se tornando especialistas em oferecer ambientes que o usuário considere estimulante, potencialmente aumentando a qualidade do tempo gasto em suas plataformas. Assim, as empresas ganham em engajamento, e os usuários podem tornar o tempo gasto em portais de notícias ou redes sociais, por exemplo, de forma mais produtiva, estejam eles interessados em notícias ou em momentos de lazer.

Análise de sentimentos

As redes sociais têm se tornado grandes repositórios do que as pessoas pensam. As empresas podem se beneficiar disso ao rastrear o que as pessoas falam sobre seus produtos, e assim identificar as características que são consideradas positivas ou negativas, o que pode basear campanhas de marketing ou melhorias. A coleta de informações dessa forma é um feedback indireto que a Ciência de Dados permite transformar em ação de negócio.

Previsão e otimização de entrega

Graças à Ciência de Dados e aos modernos sistemas de rastreamento, as empresas que fazem entregas físicas de seus produtos agora podem oferecer uma experiência mais fluida e rápida. Os dados permitem traçar rotas mais eficientes, que podem ser corrigidas praticamente em tempo real, e o cliente pode ser informado sobre o trajeto, com eventuais atrasos e até adiantamentos.

Tarifação dinâmica

Tem sido praticada principalmente nos setores ligados a viagens, como empresas de transporte pessoal e acomodação. A Ciência de Dados permite uma segmentação fina tanto dos serviços oferecidos quanto dos potenciais usuários, permitindo o casamento ideal entre oferta e demanda. Os mais diversos detalhes sobre as opções disponíveis para o público consumidor podem ser usados para estabelecer tarifas e despertar o interesse de quem tem a tendência de utilizar o serviço.


A Ciência de Dados tem ampla aplicação nas empresas, tanto no relacionamento direto com seus consumidores, quanto nos seus processos internos. A coleta de dados já faz parte da rotina da maioria dos negócios, de forma que esta ciência permite extrair o valor escondido neste repositório intrínseco de suas atividades. Algumas aplicações já são consagradas, mas constantemente novos usos são encontrados com potencial para impactar positivamente a relação entre as empresas e seu público consumidor.