Com IA, Adobe Photoshop agora pode editar as emoções nas fotografias

Apesar de já serem ferramentas extremamente poderosas para os profissionais da fotografia, os programas de edição de imagem ainda dependem bastante das habilidades de manipulação de seu operador. Mas, com a ajuda da inteligência artificial, as versões mais atuais de programas populares prometem facilitar o trabalho de quem passa boa parte do dia editando fotos.

Uma atualização lançada semana passada para o conhecido Adobe Photoshop trouxe vários recursos novos, desenvolvidos com base nos algoritmos Sensei AI da empresa. A novidade mais “madura”, que deve agradar a praticamente todos os usuários, é a habilidade de selecionar objetos de forma muito mais refinada, mesmo com a presença de elementos finos como cabelo ou fundos complexos desfocados.

Mas outros recursos mais inovadores também estão incluídos. A ferramenta “troca de céu” permite, como pode ser inferido pelo nome, que o programa identifique automaticamente o céu de um cenário, e troque o background, usando no lugar tanto uma seleção de alternativas padrão quanto uma imagem customizada. O objeto em destaque na imagem, como um prédio ou uma pessoa, tem as cores ajustadas sutilmente para harmonizar com o resto da composição. O céu trocado é adicionado numa nova camada para permitir que ajustes manuais possam ser feitos.

Outra ferramenta é a transferência de estilo, que permite alterar uma imagem para que ela pareça ter sido pintada, por exemplo, com determinado estilo, ou até por um artista específico. O software também vai incluir uma lista de estilos pré-definidos para que o usuário possa escolher.

Em fase beta, também estarão disponíveis filtros que a empresa chama de “neurais”, por usarem redes neurais para o processamento. As funcionalidades incluem colorir imagens em preto e branco, melhorar a resolução, e a arrojada ferramenta Smart Portrait. Este recurso foi desenvolvido especificamente para editar fotografias de rosto, permitindo por exemplo simular mudança de idade, grossura do cabelo, direção do olhar, ângulo da cabeça, e a novidade mais impressionante: alterar as expressões faciais para expressar sentimentos como alegria, raiva ou surpresa. Tudo isso com a granularidade conferida por um slider. Apesar de resultados críveis ainda não serem garantidos, esta é a primeira iteração da ferramenta, e a tendência é que o desempenho melhore conforme a inteligência artificial Sensei AI seja aperfeiçoada.

Alguns dos novos recursos em ação podem ser conferidos no vídeo a seguir disponibilizado pela Adobe.